Miranda do Douro será palco da primeira sessão de debates das

Jornadas Culturais | “Porque se fazem as festas?”

07.12.2018

Em dezembro será realizada a sessão inicial das primeiras Jornadas Culturais | “Porque Se Fazem As Festas?”, iniciativa da Progestur em parceria com a Fundação Inatel, que conta com o apoio da Universidade Lusófona e das Câmaras Municipais envolvidas neste projeto (Macedo de Cavaleiros, Miranda do Douro, Proença-a-Nova e Viana do Castelo).

Esta a primeira sessão de debates irá abordar o tema das “Festas de Solstício de Inverno”, e irá realizar-se no próximo dia 15 de dezembro, pelas 15h00, no Centro de Música Tradicional Sons Do Douro, em Sendim, Miranda do Douro.

Procurando levar até ao público uma reflecção sobre as tradições desta altura do ano e sobre vários aspetos multidisciplinares que as envolvem, estarão presentes como oradores convidados, Alfredo Cameirão, Antero Neto, Eduardo Moraes Sarmento, Jorge Lira, Mário Correia e o presidente da Câmara Municipal de Miranda do Douro, Artur Nunes. A sessão contará ainda com a presença de Francisco Madelino, presidente da Fundação Inatel, e de Hélder Ferreira, presidente da Progestur, moderadores desta primeira sessão de debates das Jornadas Culturais.

Tendo como principal objetivo a divulgação e valorização do património cultural de Portugal, estas Jornadas Culturais irão proporcionar um amplo debate e a reflexão sobre a importância cultural, identitária e socioeconómica de tradições portuguesas na comunidade de hoje, utilizando uma abordagem de carácter multidisciplinar.

As primeiras Jornadas Culturais “Porque se fazem as festas?”, estão divididas em quatro sessões de debates que se iniciam no final de 2018, em Miranda do Douro e se prolongam ao longo do ano 2019, passando pelos municípios de Macedo de Cavaleiros, Proença-a-Nova, Viana do Castelo e Lisboa.

Ultimas Noticas
Evento | Arcu Atlantico 2015
Exposição | Exposição Lamego
Exposição | Exposição Miranda do Douro
Edições | Coleção "Rituais com Máscara"